Mika Hakkinen – The Flying Finn

Normalmente, os pilotos de Formula 1 são um pouco esquecidos quando abandonam esta modalidade, mesmo que o seu contributo e carreira tenham sido marcantes.

Como tal, hoje resolvi relembrar um piloto que já não se encontra no activo no automobilismo, mas que a meu ver, de forma bastante subtil, conseguiu vingar na Formula 1. Estou a falar de Mika Hakkinen, piloto finlandês, que competiu em duas grandes equipas, Lotus e Mclaren, sendo campeão mundial nos anos, 1998 e 1999, pela West Mclaren Mercedes.
Foi piloto em tempos ainda complicados na modalidade (começou na Lotus em 91 e foi companheiro de Senna em 93), em que ser piloto de Formula 1 era um perigo iminente. Foi vítima de um acidente muito grave, que quase lhe custou a vida, durante um dos treinos do Grande Prémio da Austrália, em 1995, curiosamente, devido a um furo no pneu, que o fez bater contra uma parede a uma velocidade doentia. 
Recuperou totalmente, excepto de uma deficiência auditiva, que se reflectiu na sua forma mais lenta de falar. Fica a frase motivacional da sua autoria após o acidente: “You can only get your fears if you attack them head on.”

Uma dos aspectos que sempre o caracterizou em pista, foi a sua rapidez, bem como a sua consistência, tanto em corrida como na pontuação. Não falava muito, característica tipicamente nórdica, mas encantava toda a gente com o seu silêncio. E ninguém invejava o seu sucesso, fruto da sua grande coragem.
O piloto Michael Schumacher veio mesmo a público dizer que o oponente que mais respeitou durante a sua longa passagem pela Formula 1, foi Mika Hakkinen. 

O que o levou a sair da Formula 1 em 2001?
Os fracassos sucessivos de fiabilidade e credibilidade da equipa Mclaren, que eu acho bastante característicos e que ainda hoje persistem.
E também, segundo este, a responsabilidade de se ter tornado pai, o que não lhe permitiria atingir a velocidade em pista a que este estava acostumado.
Facto engraçado, no seu último ano na Formula 1, este deixou o seu legado nórdico ao jovem finlandês, Kimi Raikkonen, que ainda hoje permanece na modalidade, com grande sucesso.

Após a saída da Formula 1, participou ainda no campeonato DTM (Deutsche Tourenwagen Masters) pela equipa Mercedes, de 2005 a 2007. Ficando sempre entre os dez primeiros classificados.

Mika pertencerá sempre aos grandes nomes da F1.




Neste vídeo podemos ver uma excelente ultrapassagem de Mika a M. Schumacher, em Spa, na Bélgica, no ano de 2000.
Imagens do acidente em Adelaide:
Números de Mika Hakkinen:

165 GP
20 vitórias
51 pódios
26 poles
2 campeonatos do mundo (98 e 99).


Élia Paulo
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.