CNVT – Circuito Internacional de Vila Real: Antevisão

A temporada de 2016 marca uma reviravolta no enquadramento da categoria máxima do Campeonato Nacional de Velocidade, deixando de ser utilizados os Protótipos, passando a ser os carros de Turismo (TCR) a fazer parte deste novo molde do designado CNVT.

Sendo este um modelo que está a ser implementado em grande parte dos principais campeonatos nacionais espalhados pela Europa, faz todo o sentido que em Portugal também se dê esse passo, usando um tipo de veículo que tem homologação para fazer provas internacionais como o campeonato TCR International Series ou mesmo o ETCC, que este ano faz a sua estreia em Vila Real.

Em termos de provas também elas são diferentes do que se tem visto nos últimos anos, pois os TCR são carros que premeiam as lutas em pista quase curva a curva, havendo contacto entre pilotos e decerto também apimenta ainda mais esta competição.

São disputadas 2 provas ao longo de todo o fim-de-semana na duração de 20 minutos (no restante campeonato são 4 corridas, duas para cada um dos pilotos), divididas pelos 2 pilotos que partilham o carro, sendo que grande parte dos inscritos optou por esta situação, de dividir o carro com outro piloto para que assim a temporada seja viável, sendo os custo da mesma a dividir por dois. Contingências da falta de apoios a este tipo de projectos.

Quanto aos “artistas” a ver, em Braga já tivemos a primeira aparição do pelotão de 2016, onde estiveram 10 carros à partida, divididos por 18 pilotos.

Apesar da lista não ter sido tão extensa como o desejado na abertura da temporada, o espectáculo em pista foi bem interessante, com muitas e boas lutas pelos lugares cimeiros da classificação, contactos, ultrapassagens, pneus queimados, enfim tudo bem típico de provas de turismo onde a intensidade é a palavra de ordem.

Apesar do inicio curto a nível de carros inscritos, a temporada de 2016 do CNVT trouxe de novo às pistas portuguesas bons nomes do panorama da velocidade nacional, como por exemplo Francisco Carvalho e Manuel Gião, dois nomes incontornáveis do automobilismo em Portugal.

Francisco Carvalho volta assim ao expoente máximo do automobilismo de circuitos em Portugal, lado a lado com Nuno Batista apoiados pela experiente Veloso Motorsport. Um triângulo que já deu frutos na primeira ronda em Braga, onde venceram as quatro corridas disputadas em todo o fim-de-semana, duas para cada um dos pilotos, deixando já aqui um forte aviso a toda a concorrência que tem de trabalhar muito para poder bater esta forte dupla de pilotos, que tripula um Seat Leon Euroracer.

Outro dos nomes fortes presentes neste campeonato é Francisco Mora, um piloto com alguma experiência internacional, onde já realizou algumas provas no TCR Internacional Series, num carro que tão bem conhece, o seu Seat Leon TCR apoiado também pela Veloso Motorsport. Em Braga as coisas não correram de feição ao piloto, com alguns problemas no carro e ainda uma penalização fizeram com que saí-se do Circuito Vasco Sameiro apenas na 6º posição do campeonato. Ainda assim, é claramente um nome a ter em conta para Vila Real e será um dos grandes animadores de todo o fim-de-semana do CNVT no traçado transmontano.

foto: Veloso Motorsport

A Speedy Motorsport, de Pedro Salvador, tem em carteira uma das duplas mais interessantes do campeonato, com dois jovens pilotos a tentarem ganhar o “seu lugar ao sol” no meio de nomes consagrados do automobilismo Nacional. Rafael Lobato transita para a temporada de 2016 no seio da equipa, enquanto César Machado, depois de vencer o Single Seaters Series, deu o salto para o CNVT onde tenta também aqui ter sucesso.

 

Foto: Nuno Organista
Foto: Nuno Organista

Em Braga o melhor que conseguiram foi o 2º lugar de Rafael Lobato na segunda corrida de domingo, num fim-de-semana onde tiveram muitos problemas com a caixa de velocidades do Seat Leon Cup Racer, que foi limitando as prestações dos dois pilotos ao longo de todo o fim-de-semana. No ar ficou a ideia que esta dupla dará muito que falar ao longo da presente temporada, naquela que é a primeira experiência para ambos neste tipo de carros.

A Team NovaDriver de César Campaniço também alinha no ano de estreia dos TCR em Portugal, com uma dupla de respeito e com um carro novo nesta classe, o Volkswagen Golf GTI TCR, mas com uma excelente base de evolução, de um carro já por si bem competitivo. Francisco Abreu, campeão Nacional de Velocidade em 2015, tem como companheiro de equipa o experiente Manuel Gião, numa dupla que alia a juventude à experiência, numa das melhores equipas em Portugal que é a estrutura da Team NovaDriver.
Em Braga as coisa não correram mal, com dois segundos lugares logo no primeiro dia e mais um pódio no domingo, tendo assim um saldo positivo na estreia deste espectacular modelo da marca alemã, que continua a sua fase de evolução mas no activo, ou seja em pista. Em Vila Real será com grande expectativa que acompanharemos a evolução da equipa em pista, sendo eles crónicos candidatos aos lugares do pódio em todas as provas.

foto in: facebook.com/teamnovadriverofficial

Outra das boas novidades para a temporada de 2016 do TCR em Portugal é o ingresso de José Rodrigues no CNVT ao volante de um Honda Civic TCR. O piloto que tem evoluído nos últimos anos no campeonato dos Fiat 500 Abarth, esta temporada assegurou um lugar num projecto aliciante, ao volante de um carro bem competitivo, onde fica o destaque do 2º lugar conquistado na primeira corrida de domingo. Este projecto marca também o regresso do Sport Lisboa e Benfica ao automobilismo, patrocinando o piloto nesta aventura pelo Campeonato Nacional de Velocidade.

foto: Honda Portugal

Outra dupla que traz uma marca diferente ao nosso campeonato, é Gustavo Moura e João Batista, que dão assim o salto do trofeu FEUP3 destinados aos Alfa Romeu 156, para a categoria máxima do nosso automobilismo em Portugal. O projecto é ambicioso, mas tem tido alguns atrasos, fruto na juventude do carro escolhido pela equipa Ventilações Moura. O Opel Astra TCR tem vindo a sofrer pela sua juventude e ainda não há luz verde para podermos ver este modelo que está a ser desenvolvido pela Opel Motorsport sendo a equipa Portuguesa uma das primeiras a nível mundial a receber este modelo, está a trabalhar directamente com a marca alemã neste projeto.

Em Braga a equipa alinhou com uma solução de recurso, um seat Leon Euro Racer, mas acabaram por não ser felizes com dois quartos lugares no sabádo e uma desistência no domingo. Para Vila Real já é confirmada a estreia do Opel Astra TCR.

A introdução deste molde de campeonato atraiu equipas espanholas também ao nosso campeonato. Apesar de ter dois pilotos portugueses a Baporo Motorsport vem de Espanha para correr em Portugal, preparando para António Cabral e José Cabral mais um Seat Leon Euro Racer.

Em Braga as coisas até correram bem, somando dois pódios, um no sábado ou no domingo, conquistando pontos interessantes no campeonato o que os deixa decerto modo confiantes para a próxima etapa em Vila Real.

foto: Baporo Motorsport

Com o regresso dos Turismos ao CNV em Portugal, abre também outras categorias para carros menos evoluídos que os novíssimos TCR. Assim desta forma foi criada a classe TCC, que se destina a veículos ex-troféu, onde podemos encontrar aqui alguns modelos que já em outros tempos abrilhantaram o extinto PTCC, como por exemplo o Seat Leon Supercopa, que continua ainda a ser um carro competitivo e bem atractivo para os adeptos da modalidade. A usar esse modelo está a equipa JC Group Team, tendo Ricardo Gomes e José Correia ao volante do mesmo, vencendo duas das quatro provas disputadas na classe, assumido desde já o grande protagonismo nesta classe.

Grande luta terão com a dupla da Martins Speed, pois a equipa de Vila Real promete grande empenho na obtenção de bons resultados neste capítulo. Em Braga e ao volante de um espectacular Volkswagen Golf GTI Cup a dupla Tiago Ribeiro/Luís Carneiro conquistaram duas vitórias, repetindo assim com o grande rival o número de subidas ao lugar mais alto do pódio na classe TCC.

9968fe38-d075-411b-b3cb-ce4306350ebe

Rui Dinis e Paulo Ribeiro vão alinhar em Seat Leon Supercopa, apesar de em Braga praticamente não ter saído da garagem com problemas mecânicos.

Em Vila Real estão confirmados os pilotos expostos na grelha abaixo (lista de inscritos para todos os campeonatos nacionais), esperando que nos dêem corridas espectaculares, a partir de 24 até 26 de junho na capital dos desportos Motorizados em Portugal.Inscrições Vila Real 2016_Page_1

Carlos Mota

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.