F1 – Pneus mais fáceis de gerir e mais duradouros

Uma das grandes mudanças para este ano são os pneumáticos que serão usados. Os monolugares vão crescer em tamanho e isso exige um calçado apropriado. Os fãs já tiveram oportunidade de ver o novo tamanho do pneumáticos mas mais importante que isso, é necessário perceber a performance das novas borrachas.

Mario Isola, da Pirelli, afirmou que os pneus foram feitos de acordo com os pedidos dos pilotos. Segundo o responsável da marca, os compostos serão mais duradouros e apresentarão menores níveis de degradação. A Pirelli trabalhou no sentido de diminuir a degradação dos pneus e assim apresentar um nível de performance que apenas deverá ser aproveitado ao máximo a partir da segunda metade da época.

Também o problema do sobreaquecimento foi pensado. Muitos pilotos queixaram-se de um aumento desmedido das borrachas principalmente em perseguição a outros carros. Os italianos resolveram o problema e apresentam agora compostos que arrefecem mais rapidamente prevendo-se que esta questão esteja resolvida.

ferrari-test-tyres_3756963

No entanto estamos ainda no campo das hipóteses pois a Pirelli testou 25 dias com carros adaptados, mas nem esses testes nem as simulações dão a verdadeira ideia do que será o comportamento dos pneus. Apenas quando forem sujeitos as novas forças aerodinâmicas é que se saberá. Mas pelo discurso dos responsáveis, a abordagem foi cautelosa e provavelmente jogaram pelo seguro apostando em compostos mais duros e menos sujeitos a degradação. Se os carros não apresentarem o nível de apoio aerodinâmico que se espera, a Pirelli poderá ter sido demasiado cautelosa.

No entanto, Paul Hembrey acredita que não se poderão tirar conclusões nos testes, pois segundo  o britânico muitas equipas irão esconder o jogo e que a verdadeira performance dos carros apenas deverá ser mostrada a partir do GP da China ou do Barhain. No entanto a Pirelli tem um plano B caso a performance dos pneus não seja a desejada no inicio da época. A Pirelli está consciente que este ano será muito diferente e que o abandono das mantas de aquecimento de pneus será uma mudança grande. Hembrey disse que pretendem melhorar as características de aquecimento dos pneus e que querem trazer um composto que aqueça mais rapidamente e que vão pedir a uma das equipas para usarem um dos monolugares adaptados que usaram nos últimos testes para trabalhar nesse sentido, dado seguimento a um programa de desenvolvimento continuo durante a época.

 

Fábio Mendes

Um pensamento sobre “F1 – Pneus mais fáceis de gerir e mais duradouros

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.