Breves: DTM, WTCR e … a Carmenzita

DTM

 

O Deutsche Tourenwagen Meisterschaft está de regresso. O campeonato com o nome mais fixe de dizer, e um dos melhores campeonatos de turismos do mundo está regresso às pistas. Um dos melhores mas não passa por uma fase boa, tendo em conta a saída da Mercedes que vai apostar na Fórmula E a tempo inteiro para o próximo ano, deixando a Audi e a BMW sozinhas. Os responsáveis do campeonato, que até nem queriam juntar-se aos japoneses, olham o caso com mais carinho, mas são os japoneses que agora não parecem muito inclinados para isto (uma típica história de amor de Hollywood… pode não ter é final feliz).

Para já temos um campeonato pela frente e com algumas alterações. Em 2017 foram aprovados os regulamentos para o triénio seguinte mas a confusão dos lastros deixou com os cabelos em pé os fãs e as equipas. E como se trata de um campeonato alemão a solução encontrada foi simples… tiraram-se os lastros e acabou o problema. Como isso abriu um precedente, os responsáveis e as marcas aproveitaram para mudar mais algumas coisas para tornar o campeonato mais barato. Assim a quantidade de peças standard (iguais para todos) aumentou, as suspensões foram simplificadas e a aerodinâmica reduzida (lembram-se do que o WTCC fez com a entrada dos TC1? É isso mas ao contrário). Os carros são assim mais desafiantes de conduzir e as velocidades nas rectas vão aumentar. Os fãs devem gostar.

No fim de semana passado tivemos 3 dias de testes e alguns pilotos puderam experimentar o DTM versão 2018. Para a Mercedes começou “bem” com Auer a ir parar à valeta com o seu AMG, depois de Paffett ter rodado como um relógio antes, fazendo 119 voltas. Auer pediu desculpa e quem ficou a arder foi Wehrlein que ia ter meio dia de testes para se relembrar de como é conduzir um DTM.

Mas no geral as sensações dos pilotos foram positivas e ninguém parece muito preocupado com o menor apoio aerodinâmico das máquinas. Próximo testes está marcado para abril em Hockenheim e o campeonato começa logo no início de maio.

WTCR

 

Yann Ehrlacher será piloto da Munnich no WTCR. O jovem francês está mortinho por dar uns “chega pra lá” ao tio Muller e tem este ano legitimas aspirações a lutar pelo título. Ehrlacher mostrou que tem muita qualidade no ano passado e a vitória na Argentina com um Lada evidenciou bem isso. O rapaz é bom e não foi por acaso que a Munnich o foi buscar:

“Estou muito feliz por ter sido escolhido por ALL-INKL.COM Münnich Motorsport. É uma equipa muito boa com muita experiência. As expectativas serão, naturalmente altas, tendo em conta o pacote competitivo que teremos e meu objectivo é estar na luta pelo título, embora saiba que  não será fácil. Obviamente, há mais pressão do que no ano passado, mas estou pronto “.

Ehrlacher vai ter como colega de equipa outro piloto pouco experiente mas cheio de potencial… Esteban Guerrieri. Uma dupla de luxo.

 

Carmen Jorda voltou a falar

 

Carmen Jorda é a representante dos interesses femininos na FIA. Não se pode dizer que tenha feito um bom trabalho até agora. Somos sinceros, quando vimos a Carmen pela primeira vez ficamos fãs. Mas depois fomos ver os registos competitivos e ficamos menos fãs um bocadinho, E agora aos poucos vai perdendo a piada. A piloto espanhola testou um Formula E e no final do testes disse que era um carro ideal para as mulheres pois exige menos a nível físico:

“Creio que são carros menos exigentes a nível físico que os Fórmula 1 por causa do apoio aerodinâmico e da direcção. Penso que o desafio que as mulheres encontram na F2 e na F1 é essencialmente físico e na Fórmula E tal não acontece. Não me cabe a mim decidir sobre que rumo as mulheres devem tomar no automobilismo e temos visto mulheres a terem excelentes resultados em F3 e nos GT, mas acredito que existe uma barreira física na F2 e na F1 que prejudica as mulheres. “

Ok, vamos por partes… falsos moralismos aqui não fazem sentido e é verdade que o factor físico pode e deve ser tido em conta e nisto a espanhola tem razão. É por isso que há desportos com categorias para homens e mulheres. Não vale a pena colocar um jogador de futebol contra uma jogadora que, a nível físico, o homem leva a melhor (não é machismo é a natureza que nos faz assim e estamos obviamente a generalizar pois há casos e casos). Curiosamente parece-me que é precisamente o automobilismo onde se podem “enfrentar” homens e mulheres sem que as óbvias diferenças fisionómicas se façam sentir tanto. Mas Carmen Jorda, que saberá melhor que nós, não acha o mesmo. É verdade que não há muitas mulheres no desporto motorizado e na F1 então são uma raridade (cada vez mais com a ausência das Grid Girls… não nos conformamos) mas será mais uma questão de acesso ao desporto motorizado enquanto jovens. É certo que já tivemos algumas mulheres a darem cartas nas corridas mas continuam a ser a excepção à regra. Se querem resolver esta questão analisem a sério o problema e não arranjem soluções duvidosas. Este comentário da Carmen não será o mais feliz pois vem, primeiro, desprestigiar a competição, e também um pouco as mulheres (há certamente muitas mulheres que terão capacidade quer física quer técnica para no futuro singrar na F1). Então e quando a Formula E chegar ao nível da F1 o que fazem as mulheres? Não somos a favor de facilitarem a entrada de pilotos do sexo feminino (o desporto deve ser sempre uma meritocracia) mas somos ainda menos a favor deste tipo de discurso. Sim há diferença que talvez tornem os homens mais aptos a competirem na F1, mas acredito também que haverá muito talento feminino que poderá despontar no futuro e que poderá chegar à F1. O discurso “é melhor isto que nada” é negativo e devem-se dar a conhecer os bons exemplos para inspirar futuras campeãs.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.