WTCR – 2018 o ano de afirmação de Yann Ehrlacher?

Yann Ehrlacher tem este ano novos desafios, depois de um primeiro ano no WTCC onde conseguiu uma vitória e mais 2 pódios. Terminou o ano em 10º lugar apenas com uma desistência no registo do Lada Vesta, que era pouco competitivo. Regressa este ano com um Honda Civic TCR da All-Inkl.com Münnich Motorsport, que se espera bastante competitivo, ao lado de Esteban Guerrieri e James Thompson.

A vinda de Ehrlacher para o WTCR não foi tão simples quanto nos pareceu, mesmo tendo como tio um dos mais experientes pilotos de turismos, Yvan Muller. “Podemos dizer que não tive muitas oportunidades e por isso, agarrei a primeira que me apareceu. Penso que me vou dar muito bem na All.Inkl que tem uma boa estrutura, podendo estar no meio do pelotão. Estou muito contente com a escolha de ter vindo para o WTCR”.

Um dos seus companheiros de equipa, Guerrieri, é um piloto de fábrica da Honda, pelo que a competição começará logo no seio da equipa, mas com um pelotão tão bem composto como tem o WTCR, Ehrlacher pensa que dará um bom espectáculo e que trará mais gente aos circuitos para assistirem a este novo formato. “Estou entusiasmado por pilotar para a All.Inkl este ano e ainda com o Esteban como companheiro. Se olharmos para a lista de inscritos vemos cerca de 10 nomes de lendas das corridas de turismos e vai ser muito bom competir contra o Yvan [Muller]. Será uma boa experiência, com 26 carros em pista e será um bom espectáculo, que é isso que os espectadores precisam para virem ver corridas. Como piloto, acho que serão lutas muito apertadas com tantos carros em pista e num ritmo muito idêntico.”

Fora o resto da competição, a luta entre Yann e Yvan vai adocicar ainda mais o WTCR e o jovem Ehrlacher sabe disso. Ficou contente por já ter ganho a primeira batalha a Muller, quando conquistou o número 68, que normalmente era de Muller mas que Ehrlacher utilizou em 2017. Os jantares de família deverão ser bastante interessantes!

Para já, Ehrlacher foi o piloto Honda mais rápido nos testes da Catalunha, mas isso valerá pouco para a competição em si. Antes de se saber o BoP que acompanhará os carros, é muito difícil analisar se este foi um bom tempo ou não. Veremos em Marraquexe como Ehrlacher e o restante pelotão se comportarão, já este fim de semana.

 

Foto: Paulo Maria / DPPI
Anúncios

Um pensamento sobre “WTCR – 2018 o ano de afirmação de Yann Ehrlacher?

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.