F1 – Análise: Monotonia? Para Ricciardo tanto faz

Daniel Ricciardo venceu o G.P. da China… ainda não sabiam? Depois de festejar, à sua própria maneira, Ricciardo respondeu a Martin Brundle que não se importava de vencer corridas monótonas. Mas porque raio foi o GP da China uma corrida monótona? Foi muito estratégica até Gasly decidir meter lenha na fogueira, mas de resto não vimos uma corrida chata. Se calhar estávamos só com um olho aberto, mas agora a frio vamos lá analisar a “coisa”.

Red Bull: Estrategicamente perfeito

Uma coisa é certa, a Red Bull deu todas as ferramentas disponíveis a ambos os pilotos. Viu uma oportunidade para “calçarem” os pneus macios quando entrou o Safety Car e chamaram os carros. Sabiam que tinham de trabalhar o mais rápido possível e conseguiram-no. Aliás a equipa fez duas  duplas paragem. Neste aspecto, foram a melhor equipa e mereceram a vitória de Ricciardo.

E que dizer dos pilotos? Somos da opinião que até ao incidente entre Max Verstappen e Sebastian Vettel, o holandês estava a fazer uma corrida regular, mesmo tendo passado pela relva quando tentou ultrapassar Hamilton. No nosso entender, o problema de Verstappen é querer mostrar que ainda é arrojado e capaz de proezas que levantem as bancadas do circuito, está pressionado pela sua própria sombra. O TER de fazer, muitas vezes é diferente do QUERER fazer. Podem até contra argumentar que todos os pilotos da F1 estão pressionados sempre. Sim, mas Max foi sempre apontado como um jovem prodígio e agora, apenas 3 corridas depois da época começar, já há quem lhe aponte o dedo, até já teve direito a uma conversinha do Marko.

No outro extremo está Ricciardo. Livre para passear os seus sorrisos, um piloto que não subiu de repente e que vem mostrando consistência ano após ano. E perdoem-nos, mas que faz ultrapassagens a roçar a perfeição. No Domingo mostrou isso mesmo, principalmente na última ultrapassagem da corrida dele, a Bottas. O finladês quase nada pôde fazer. É bom que Max tenha registado em vídeo como se faz.

Daniel Ricciardo – nota 10

Max Verstappen – nota 4 (o incidente tirou Vettel totalmente da corrida)

Red Bull – nota 10

Mercedes: O senhor Toto ficou chateado

A cara de Toto Wolff quando viu as manobras de Ricciardo, espelha bem o que sentiu toda a gente da Mercedes. Como é possível deixarem de ser a equipa supra sumo da F1, com carros brilhantes e estratégias bem pensadas, para um equipa que já viu a Ferrari vencer e agora a Red Bull. Pelos vistos não era assim tão ousado o que dizia Hamilton na pré-temporada: as 3 equipas vão estar muito próximas umas das outras.

Em Xangai, a Mercedes esteve bem quando mandou entrar Bottas para tentar o undercut a Vettel e o finlandês esteve à altura. No entanto, os Mercedes davam-se melhor com os pneus médios do que com os macios, logo tentaram ir até ao fim com o mesmo jogo, na altura da entrada do SC. Falharam as duas equipas, Mercedes e Ferrari, ao apenas contarem uma com a outra. Esqueceram-se da Red Bull?

Os pilotos cumpriram, embora Hamilton precise de uma reciclagem em partidas da grelha. Foi ultrapassado por Verstappen logo na largada, enquanto Bottas mostrou estar um degrau acima, quando deixou Raikkönen para 3º.

Bottas subiu novamente ao pódio e, na nossa opinião, já fez esquecer o acidente da qualificação da Austrália. Hamilton precisa urgentemente de uma vitória, embora continue em 2º da geral, mas agora tem o seu companheiro a 5 pontos de distância.

Valtteri Bottas – nota 8

Lewis Hamilton – nota 6

Mercedes – nota 6

Ferrari: A culpa é só de Max Verstappen?

Começaram com os dois carros nas primeiras posições da grelha, com uma excelente qualificação no Sábado. No entanto, “provaram” do veneno que normalmente reservam para a Mercedes, o undercut. Depois foi uma tentativa de irem em busca do primeiro lugar, até Verstappen fazer uma maldade a Vettel. O melhor que conseguiram no final foi instagar Kimi pelo 2º posto, com Vettel a fazer pela vida e a terminar em 8º. Eram a melhor “macchina”, mas só conseguiram um 3º e 8º posto num circuito que à partida era deles.

Vettel esteve sempre bem até ao incidente com o holandês. Talvez tivesse de aumentar o ritmo quando Bottas parou, mas a equipa tinha que o obrigar a isso. Nada a apontar ao alemão, que continua líder da classificação. Teve muito azar, ele que se não fosse o toque naquele gancho, tinha defendido a sua posição muito bem

Raikkönen sempre foi um dos nossos pilotos preferidos, mas esteve “desaparecido” durante algum tempo. Parece que voltou, mesmo que ainda não tenha nenhuma vitória no papo, mas pode acontecer… desde que Vettel esteja mais para trás, porque não nos parece que a equipa coloque Iceman à frente das escolhas.

Kimi Raikkönen – nota 8

Sebastian Vettel – nota 7

Ferrari – nota 7

Renault: onde andas tu, Carlos?

Nico Hulkenberg foi um dos 5 pilotos a pontuar em todas as corridas até agora realizadas. Quer isso dizer que, depois dos sempre candidatos à vitória, surge o incrível Hulk. Pode o alemão almejar um pódio neste início de temporada? A Renault não parece estar tão bem quanto a Haas na luta pelas posições intermédias, mas tem tido um piloto muito regular. No Sábado falávamos entre nós e chegamos a essa conclusão, que Hulkenberg pode não ser um piloto de topo, mas dá alguma consistência às equipas por onde passa. Pode não ficar na memória de todos os fãs, como ficará com certeza Verstappen, mas garante aquilo que a Renault agora mais precisa: pontos.

Em sentido contrário, nestas primeiras corridas, tem estado Sainz. Foi 9º e juntou estes pontinhos ao que tinha pontuado na Austrália. Isso não ajuda a equipa, que quer à força toda ser a 4ª força do pelotão. Parece que Hulkenberg, depois de Palmer, está melhor do que Sainz.

Nico Hulkenberg – nota 8

Carlos Sainz – nota 6

Renault – nota 7

McLaren: o génio de Alonso

Fernando Alonso tem levado ao colo a McLaren. Bem pode a equipa dar tudo o que o espanhol queira, mas pensamos que ele queria era um conjunto melhor do que tem. O chassis não parece ser melhor do que no ano passado e o motor Renault é melhor em potência e fiabilidade que o Honda de 2017, mas ainda não está no ponto. Daniel Ricciardo dizia, antes da corrida, que não acreditava que a Renault mostrasse melhorias no motor até meio da época. Pode a McLaren esperar tanto tempo?

O que vale à equipa britânica é o génio Alonso. Na China, o espanhol ainda teve o gosto de ultrapassar Vettel e fechar-lhe a porta com uma rispidez nunca antes vista. Quanto tempo esperou Alonso por isso? Terminou em 7º, com um primeiro stint muito bom, como é apanágio do asturiano.

Stoffel Vandoorne esteve escondido durante a corrida e só demos pelo belga no final da prova, quando o nome dele apareceu na classificação.

Fernando Alonso – nota 7

Stoffel Vandoorne – nota 5

McLaren – nota 6

Haas decepcionou

Já nos surpreendemos na qualificação, quando Romain Grosjean seguiu na sessão enquanto Kevin Magnussen ficou pelo caminho. Na corrida, KevMag fez questão de colocar as coisas como devem de ser. Terminou no último lugar dos pontos, dando a Grosjean a “honra” de ser 17º, atrás de Ericsson e dos dois Force India. Não conseguiram ser melhores que a Renault, mas têm mais carro que os franceses, porém não se viu na China.

Kevin Magnussen – nota 6

Romain Grosjean – nota 5

Haas – nota 5

A Força não está com a Force India

Quase quase nos pontos, mas faltou isso mesmo, o quase. Estão a decepcionar bastante neste principio de temporada e vão ter muito trabalho de fábrica. As actualizações não estão a funcionar e os carros cor de rosa, não chegaram aos tão necessários pontos.

Pérez e Ocon são dois bons pilotos, mas não podem fazer mais com o material que têm entre mãos.

Sergio Perez – nota 6

Esteban Ocon – nota 6

Force India – nota 4

Nem uma prendinha para Sir Frank

Em vésperas do aniversário de Frank Williams, a equipa não foi capaz de ir mais além do que os 14º e 15º lugares. Ao menos ficaram à frente do Haas de Grosjean e dos Sauber e dos Toro Rosso, mas são equipas que já mostraram mais do que a Williams, que não parece ser capaz de fazer muito melhor. Os pilotos também não ajudam. Não comprometeram, mas não são capazes, pelo menos para já, de fazerem magia, de surpreenderem, de serem verdadeiros pilotos de F1.

Pode parecer muito duro, visto que também têm muito pouco carro, mas Stroll e Sirotkin juntos, não dão meio braço de Alonso.

Lance Stroll – nota 4

Sergei Sirotkin – nota 4

Williams – nota 3

Sauber: Vamos jogar ao pião?

Já conquistaram pontos esta época, mesmo com um carro de ano diferente dos restantes, mas não conseguiram fazer muito com pouco. Marcus Ericsson conseguiu ser novamente melhor que Leclerc e ainda que Grosjean. O sueco até parece piloto de automóveis! Também ajuda o facto do colega de equipa parecer gostar de andar a fazer piões durante as provas. Quantas vezes foi Leclerc capaz de fazer piões? Querem vir jogar também?

Marcus Ericsson – nota 5

Charles Leclerc – nota 4

Sauber – nota 4

Toro Rosso: querias ir por onde Gasly?

Pierre Gasly dizia depois da corrida que esta foi um passo atrás depois daquilo que a equipa conseguiu fazer no Bahrein. Podia dizer antes, que ele próprio deu dois passos atrás, quando decidiu ultrapassar o seu colega de equipa na travagem para o gancho, o mesmo onde Verstappen abalroou Vettel. Não podia ter esperado e passar Brendon Hartley na recta seguinte? Só precisava de fazer lembrar aos engenheiros quem conseguiu o 4º lugar no Bahrein. E depois ainda levantou a voz no rádio, que Hartley lhe mostrou por onde tinha que ir e depois fechou a trajectória. Como?

Ficou Gasly mal na fotografia. Ficou Hartley na box na penúltima volta e ficou a Toro Rosso sem pontos para festejar. Conseguiu, pelo menos, ficar à frente de Leclerc. Uau!

Pierre Gasly – nota 2

Brendon Hartley – nota 3

Toro Rosso – nota 3

 

Esperamos não ter sido muito cáusticos com alguns pilotos, mas se estão na F1, a classe rainha como tantas vezes é apregoada, devem tentar ser o melhor possível.

Foto: Peter Fox/Getty Images

A F1 regressa entre os dias 27 e 29 de Abril, no circuito citadino de Baku. Onde? No Azerbaijão senhores!

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.