Entrevista a Aira de Mello, do Departamento de Marketing e Comunicação da Volvo Car Portugal

No passado dia 11, estivemos junto à Praia do Aterro, na Leça, no Restaurante L´KODAC para a apresentação da nova Volvo V60 aos meios de comunicação do Norte a convite da Volvo Portugal. E antes do almoço tivemos a oportunidade que colocar algumas perguntas a Aira de Mello, umas das responsáveis pelo o Departamento de Marketing e Comunicação da Volvo Car Portugal, juntamente com Pedro Bronze, sobre a nova carrinha da marca sueca e dos planos da Volvo para o futuro.

CM: Como descreve a nova Volvo V60?

AM: É assim, faltam poucos produtos para o fim do processo de renovação da gama e da marca. Começamos uma jornada em 2015 com o novo XC90. Nessa altura apresentamos a nova plataforma SPA, os novos designs, os novos motores, uma nova filosofia de marca e de produtos, e de então para cá, temos vindo a atualizar toda a gama com produtos novos, produtos atualizados em relação aquilo que já tínhamos no passado. A gama 90 está completa e o XC60 foi o seguinte.

Recentemente foi o vencedor do Carro Mundial de 2018, com muito orgulho da nossa parte. Depois lançamos o XC40, fugimos um bocadinho ao padrão de vir de cima para baixo e agora retomamos a série 60, com a nova Volvo V60. A V60 é um produto baseado na plataforma SPA também, a mesma da série 90, com um interior muito similar ao do XC60 e com um design exterior que nos faz lembrar esta nova filosofia da nova família Volvo em termos de imagem. Se olharem percebem bem que é uma V90 mais compacta, digamos assim.

Apresentação Volvo V60 (8)

CM: Quais os argumentos mais fortes da nova Volvo V60 para superar a concorrência alemã do seu segmento?

AM: Esses mesmos que referi antes. Ou seja, se nós com o XC40 e com o XC60 já ganhámos prémios internacionais tão importantes, isso revela que o nosso produto tem tanto ou mais qualidade que a concorrência direta. Ou seja, os dias cinzentos da Volvo acabaram. A Volvo neste momento tem produto para competir de igual para igual e ombrear sem qualquer espécie de dúvida com toda a concorrência, seja ela alemã ou de outra nacionalidade qualquer e os prémios não nos deixam mentir. Os comparativos que temos ganho na imprensa internacional, entre outras coisas.

A nova V60 é mais um desses produtos, feita com o mesmo molde, com a mesma qualidade, para um segmento muito importante para nós. Estamos a falar de uma carrinha num segmento com muito mais público e muito mais competição do que a Volvo V90 e nos acreditamos que vamos ser um “player” determinante neste segmento, com qualidade e preços ao nível da concorrência, por isso temos tudo para que este carro seja um sucesso.

Apresentação Volvo V60 (2)

CM: Com o aumento de vendas dos SUV/Crossovers, acha que o segmento das carrinhas está ameaçado?

AM: Talvez um bocadinho. É uma tendência europeia e mundial. Atualmente as pessoas gostam de outro tipo de carro. É claro que para a Volvo as carrinhas são um segmento muito importante. Temos uma grande tradição em carrinhas, desde da Duett nos anos 50, passando por todas as emblemáticas carrinhas quadradas da marca que ainda hoje são tão queridas pelos os colecionadores.

Para nós a carrinha continua a ser uma tipologia que faz todo o sentido. É obvio que o que está na moda são os SUV, mas é apenas uma moda, e uma moda passa sempre. Por isso acreditamos que as carrinhas vão continuar a ter um papel fundamental para as famílias. Apesar de vendermos muitos XC40, XC60 e XC90, também continuamos a vender muitas carrinhas, pois há muitas pessoas que ainda preferem um carro mais baixinho, mais colado ao chão.

IMG_5961

CM: Com o decréscimo de vendas dos motores a diesel, qual será os motores mais vendidos pela Volvo nesta V60? Acha que as motorizações híbridas plug-in serão a escolha dos consumidores?

AM: É assim a nova V60 já vai desde do seu lançamento ter duas opções híbridas. Portanto nós estamos a acompanhar essa mudança, não só na mentalidade das pessoas, mas também no próprio mundo, que está a mudar, e por isso temos que mudar com ele e nos atualizar. Nós vamos ter a versão T6 e T8, esta última já conhecida no XC60 e no XC90 e também no S90/V90. Teremos na mesma motores a diesel e a gasolina para a V60 e por isso as pessoas vão ter um leque muito variado de opções para escolher.

Nós acreditamos que sim, que os híbridos venham a ter um peso muito importante nas vendas, pois já está a acontecer isso com o XC60, pois metade dos XC60 vendidos em Portugal são híbridos na versão T8. Por isso acreditamos que a nova V60 siga também esse caminho. Especialmente nas frotas das empresas, pois já há muitas a optar pelos os híbridos, não só por uma questão de ecologia, de economia, mas também por uma questão de futuro.

Apresentação Volvo V60 (7)

CM: Como estão as vendas da Volvo a nível nacional e internacional? E com os últimos prémios internacionais ganhos pelo XC40 e pelo XC60, espera-se um maior aumento nas vendas?

AM: Nós esperamos que sim. As vendas estão bem. Nós estamos com um crescimento sustentado, nos últimos 4 anos em todas as regiões do mundo e em Portugal também. O que é muito bom, o que nos leva a crer que estamos no caminho certo e que não é um crescimento só derivado de um produto ou do momento, é um crescimento sustentado.

No primeiro trimestre de 2018 essa tendência mantém-se, nós crescemos 9,1% em Portugal e 14,1% a nível mundial. Na Europa o crescimento é de 5,3%. Fomos a marca premium que mais cresceu em Portugal e por isso acreditamos que com estes prémios e com o lançamento da nova V60 e posteriormente com o lançamento do novo S60, acreditamos que vamos crescer ainda mais, tanto no nosso país como no mundo.

Apresentação Volvo V60 (9)

CM: Quais os planos da marca para o futuro? Pode revelar algum segredo?

AM: É assim nós temos um compromisso de futuro, que não é bem futuro, pois é já daqui a 2 anos. Que é o compromisso mais complicado de cumprir, pelo menos para as outras marcas, pois para nós parece que é fácil, que é a partir de 2020 ninguém ficar gravemente ferido, nem perder a vida dentro de um Volvo de nova geração. Portanto esse é o nosso futuro, além da condução autónoma, dos carros que respeitam o meio ambiente, que respeitam as pessoas e é sobretudo um futuro, em que o automóvel cumpra os sonhos dos nosso fundadores. Que o automóvel seja um símbolo de alegria, um símbolo de progresso e não um símbolo de sofrimento ou de dor.

Portanto nós queremos que o automóvel seja uma coisa boa e que nos ajude no dia-a-dia. É o compromisso da marca que a partir de 2020 isso aconteça. A indústria automóvel está a mudar muito depressa, de forma radical, e nós na Volvo estamos muito atentos a essas mudanças. Não só em relação aos combustíveis, ou à condução autónoma, mas também da nova forma como as pessoas olham para um automóvel.

O Care by Volvo é exemplo disso. Somos apologistas de que as pessoas não comprem um carro, mas sim paguem uma mensalidade e beneficiem de um automóvel, que hoje pode ser um, amanhã pode ser outro. A relação com o automóvel tem que mudar, porque a relação com as pessoas também estão a mudar, e temos que evoluir. Porque as marcas que não souberem evoluir, vão desaparecer e nós não queremos que isso aconteça à Volvo.

Para terminar queremos agradecer à Aira de Mello, uma das responsáveis pelo o Departamento de Marketing e Comunicação da Volvo Car Portugal, juntamente com Pedro Bronze pelo o tempo disponibilizado para a realização desta entrevista. Da nossa parte, um muito obrigado!!

Fotos: Chicane Motores (Fábio Guedes) 

 

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.