Edgar Florindo – Quando desistir não é opção!

Não é todos os dias que podemos ver como é feita a preparação para a participação numa prova da Taça do Mundo de Turismos. Nas últimas semana vimos de perto como um piloto encara um fim de semana com esta importância.

Acompanhamos de perto a evolução do Edgar no último ano. Começamos a contactar mais com ele depois das corridas de Vila Real em 2017. Quem diria que um ano depois estariamos bem perto a ver a sua grande aventura do WTCR.

Para quem não o conhece, Florindo parece ser de poucos sorrisos. Habituado a grandes responsabilidades, é apologista da disciplina, da frieza e da exigência. Não é daqueles que se fica por um “isto deve dar”. Vai sempre mais além, tenta sempre melhor. Quem trabalha com ele sabe que não se contenta com o medíocre. É assim tanto em pista como na vida. É esta postura que por vezes se pode confundir com arrogância, mas que não é mais do que vontade de fazer sempre mais e melhor.

E foi mesmo isso que ele mostrou em pista neste fim de semana. Sempre que falamos com ele, sentimos sempre uma confiança inabalável. Aquela postura típica de piloto que acredita indubitávelmente nas suas capacidades e que sabe que pode brilhar em qualquer circunstância. Não tinhamos dúvida que ele ia dar nas vistas… não imaginavamos era que ele pudesse superar-se desta forma.

Desde a primeira sessão de treinos que vimos Florindo sempre optimista, com a verdadeira noção do que se passava à sua volta e com a certeza que tinha o que era preciso para atingir os objectivos. A qualificação 1 não trouxe as novidades que todos gostaríamos, mas a explicação era simples: o primeiro registo foi feito com pneus usados e os restantes foram todos abortados por mostragem de bandeiras vermelhas. A primeira delas, avaliando os parciais, daria um tempo na casa do 2:02, que àquela altura dava perfeitamente para o top10 (a segunda também foi do mesmo calibre e também ela anulada).

Veio a corrida e aquela curva que fez parar todo o pelotão. Um acidente brutal onde ninguém escapou, mesmo Florindo que, em luta com Rodrigues, não foi a tempo de evitar o toque com um carro da frente. Saiu do carro agarrado à mão, sinal claro que algo estava mal. O homem da casa estava magoado e com dores no pulso, mas nem por um segundo pensou em não ir para a pista. A Veloso fez um trabalho espantoso na recuperação da máquina e no recomeço da prova lá estava o #13, desalinhado e com o seu piloto a sofrer com dores. O resultado foi uma corrida excelente em que recuperou várias posições e viu pela primeira vez a bandeira de xadrez numa competição de nível mundial.

Por esta hora achávamos que seria o fim de festa e que o pulso não permitiria que fosse para a pista no dia seguinte. Mais uma vez a determinação e a vontade do piloto falou mais alto. No futuro talvez possamos contar tudo pormenorizadamente, mas a postura de Florindo foi brutal. Nem por um segundo pensou em desistir e deixar escapar a oportunidade de mostrar-se. E assim fez na qualificação 2, em que faz um tempo fantástico e fica apenas a 0.2 décimos da Q2, isto com mais 20 kg no carro (lastro wildcard) e muitas limitações no pulso (muitas mesmo).

Nas corridas, voltou a mostrar-se, lutou sempre pela melhor posição possível e na corrida 3 ainda sonhou com um lugar nos pontos, que esteve de facto ao seu alcance.

Quem olhar só para as posições finais vai desvalorizar o que Edgar Florindo fez, mas quem fizer perguntas concretas ao cronómetro verá que exibição do vilarealense foi espectacular. Fica só no ar a pergunta: e se não tivesse os 20kg de peso e a limitação no pulso? Talvez o futuro nos permita responder a esta questão com factos concretos.

A nós, resta-nos fazer a devida vénia a um piloto que quando foi anunciado não reuniu consensos, mas que mais uma vez com trabalho, dedicação e esforço, conquistou os vilarealenses e quem seguiu a prova. Como nos disse alguém que acompanha muito de perto o trabalho de Edgar Florindo, ainda pode vir a surpreender muita gente… acreditamos que sim.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.