Beirão da Veiga: “Foi desapontante e inglório…”

O mítico circuito de Monza foi palco da 6ª ronda dupla do International GT Open, num fim-de-semana onde o piloto Lourenço Beirão da Veiga de tudo fez para contrariar os problemas técnicos que o BMW M6 GT3 da Teo Martin Motorsport acusou ao longo de todo o fim-de-semana.

Logo na 6ª feira, dia das sessões de treinos livres, o Team Costa Campos Racing nem chegou a rodar, depois de problemas de embraiagem e de caixa de velocidades terem deixado Lourenço Beirão da Veiga como um mero espectador, perdendo importante tempo de adaptação ao difícil traçado de Monza. Apesar de todos estes contratempos LBV entrou em pista Sábado apostado de inverter a situação, e se assim pensou melhor o fez, tendo alcançado o 5º melhor tempo na sessão de qualificação. Tudo apontava para que o Team Costa Campos Racing pudesse lutar pela vitória nesta primeira corrida de Monza, mas logo no momento do arranque o turbo do M6 cedeu, deixando Beirão a ver todos os seus adversários passar, num dia inglório para as cores da equipa Angolana. No final do dia de Sábado LBV afirmava que “há dias que mesmo quando fazemos tudo bem, os resultados não aparecem. Depois de nem ter rodado nos treinos livres, na qualificação entrei muito focado e consegui ser o melhor BMW com o 5º tempo. Na corrida tínhamos todas as condições para lutar pela vitória, mas há pouco a dizer, logo no arranque ali fiquei, a ver todos passarem. Foi desapontante e inglório…”

Domingo teve lugar a 2ª corrida do fim-de-semana em Monza, com Juan Cruz Alvarez a qualificar o BMW #3 do team Costa Campos no 15º lugar. O turno do piloto argentino não foi fantástico, mas entregou o carro a Beirão da Veiga no 14º lugar, com o piloto do Team Costa Campos Racing a voltar a estar em grande plano, impondo um ritmo fortíssimo, recuperando até ao 8º posto final. Mais uma vez LBV considerava esta corrida de “bastante intensa, recuperei até onde foi possível. Obviamente que entrando em pista em 14º, sabia que não seria fácil, mas penso que o 8º lugar é pouco para a nossa performance ao longo de todo o fim-de-semana. Temos de analisar todos os problemas que tivemos no fim-de-semana e garantir que em Barcelona não se repetem, pois o Team Costa Campos Racing deseja de facto terminar a temporada 2018 no GT Open com nota positiva!”

O vencedor da corrida de Sábado foi o BMW de Fran Rueda e Andres Saravia. Já no Domingo foi o Ferrari de Mikkel Mac e Alessandro Pier Guidi a vencer, na frente do BMW de Rueda e Saravia. A próxima e derradeira jornada dupla do GT Open tem lugar no fim de semana de 20 e 21 de Outubro.

 

Press Info

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.