DTM – Di Resta, Paffett ou Rast?

É já este fim de semana em Hockenheimring que se irá disputar a última ronda dupla da temporada de 2018 do DTM e ainda estão 3 pilotos na luta pelo título.

Numa temporada em que a Mercedes foi superior os 2 pilotos que apenas dependem de si para serem campeões são da montadora de Estugarda. Falo eu do campeão de 2005 Gary Paffett e o campeão de 2010 e Ex piloto de Fórmula 1 Paul di Resta.

Na primeira metade da temporada, Gary Paffett estava a caminha a passos largos para ganhar o título de campeão, mas toda a sua vantagem foi anulada no fim de semana em Misano, onde o experiente piloto não fez qualquer ponto nas duas corridas, devido a “incidentes de corrida”. Quem aproveitou foi Paul di Resta que fez 36 pontos nesse fim de semana passando assim para a liderança. Nas corridas seguintes as contas não mudaram muito estando agora Paul di Resta com 229 pontos e Gary Paffett com 225, o que faz com que ambos os pilotos tenham boas hipóteses de serem campeões.

Quem ainda vem também na luta é o campeão de 2017 René Rast, o piloto da Audi é a única esperança de um piloto não Mercedes ser campeão, assim como é o único piloto alemão ainda na luta.

O piloto de alemão teve um mau começo de temporada pois a Audi era claramente a fabricante mais lenta do campeonato e um acidente violento em Lausitz deixou-o impossibilitado de correr mais naquele fim de semana. Tudo mudou por volta do meio da temporada quando René Rast venceu a sua primeira corrida do ano, porém o que o fez entrar na corrida pelo título foram as últimas 4 corridas, que incrivelmente foram todas vencidas por ele.

Obviamente que a Audi fez muito jogo de equipa para isto ter acontecido, pois ainda vê esperança no piloto para vencer o título.  Para além do excelente planeamento estratégico da Audi também ouve um grande conjunto de situações que permitiram as 4 vitórias seguidas do piloto alemão.

Em qualquer um dos pilotos o titulo fica bem entregue, no entanto os 2 pilotos da mercedes têm muito mais hipóteses de saírem campeões do que René Rast, mas será que a maré de sorte continua para René Rast e a Mercedes não se arrepende de ter apostado apenas numa das suas “flechas”?

Texto: Francisco da Silva Santos
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.