José Pedro Fontes: “o balanço final é claramente positivo”

Terminou ao início da tarde a edição de 2018 do Rallye Casinos do Algarve, derradeira prova do Campeonato de Portugal de Ralis. Com o quarto lugar final, José Pedro Fontes garantiu o título de Vice-Campeão, numa prova em que o piloto portuense teve vida difícil, no primeiro dia na sequência de um problema de travões e, já na segunda etapa, após um furo que lhe custou cerca de um minuto.

Após a difícil etapa inicial, na qual garantiu a vitória na primeira das cinco especiais do dia, José Pedro Fontes/Paulo Babo apostavam tudo neste segundo dia de rali para tentar recuperar o tempo perdido e tentar alcançar a vitória. A verdade é que um furo na primeira passagem pela especial de Monchique ditou um atraso de mais de um minuto e que viria a revelar-se “fatal” para as aspirações da equipa que tripula o Citroën C3 R5.

Também a derradeira secção da prova, composta pela segunda passagem pelas especiais de Chilrão, Nave Redonda e Monchique, se mostrou absolutamente decisiva para o desfecho do rali. Após dois intensos dias de prova, com 11 especiais e cerca de 160 quilómetros ao cronómetro, tudo se resumiu a uma derradeira batalha de 13 quilómetros, tantos quantos compunham o último troço, com os quatro melhores classificados a “caberem” em apenas 12 segundos.

Impondo um ritmo claramente ao ataque, no sentido de assegurar a última vitória do ano para a Citroën, José Pedro Fontes e Paulo Babo acabaram por se ver atrasados na sequência de um pião, que resultou na queda do segundo para o quarto lugar final. “Estávamos a arriscar, na tentativa de recuperar o tempo que perdemos de manhã com o furo. Com a desistência do Ricardo Teodósio, ficaríamos à frente de forma confortável. Impondo um ritmo consistente de quem queria e estava a lutar pela vitória, ganhámos o segundo troço da tarde, mas terminámos não com o resultado que queríamos, mas com aquele que nos foi possível. Resta-me dar os parabéns ao Armindo Araújo pela conquista do título e à minha equipa pelo magnífico trabalho que fizeram”, explicou o piloto.

Num balanço de temporada que agora finda, José Pedro Fontes acrescentou que “face à enorme paragem que fomos obrigados a fazer e num ano de estreia do novo Citroën C3 R5, o segundo lugar do Campeonato de Portugal de Ralis merece destaque e deixa-me bastante satisfeito, até porque ficou amplamente demonstrado o potencial do carro e daquilo que está ao nosso alcance… Os ralis são mesmo assim, têm estas condicionantes, mas o balanço final é claramente positivo.”

 

Campeonato Nacional de Ralis Absoluto (Pilotos)

1º Armindo Araújo, 152,71 pontos
2º José Pedro Fontes, 128,93 pontos
3º Ricardo Teodósio, 115,58 pontos
4º Miguel Barbosa, 10,81 pontos
5º Pedro Meireles, 69 pontos

 

Press Info

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.