CNTT encerra temporada em Góis

Adiada por duas vezes por imposição da Proteção Civil por risco de incêndio que este ano se estendeu até outubro, o 25º Raide Paraíso Todo-o-Terreno vai ser finalmente disputado no próximo fim-de-semana em pistas dos concelhos de Góis e Arganil numa altura em que os títulos de campeão nas três disciplinas já têm dono. Há, todavia, muito ainda para decidir.

Com António Maio nas motos, Arnaldo Martins nos Quad e a dupla João Monteiro/Manuel Pereira nos SSV a terem antecipadamente assegurado os títulos absolutos das três disciplinas que compõem o CNTT não faltarão seguramente motivos de interesse para quem quiser acompanhar o 25º Raide Paraíso Todo-o-Terreno.

Se vencer cada uma destas três corridas continuará a ser sempre um grande objetivo outros haverá que dão lugar a títulos de campeão nacional aos vencedores de classes.

TT1 e Veteranos nas motos, os títulos em falta

Nas motos o grande foco centra-se na luta pelo título na Classe TT1 onde Bernardo Megre e Martim Ventura se apresentam separados por um ponto. Também por decidir está o título entre os veteranos. Rui Costa e Armindo Neves são os dois candidatos.

Vice-campeão por definir nos Quad

Entre os Quad são três os candidatos a vice-campeão nacional: Fernando Cardoso, o único piloto que terminou todas as corridas está muito bem posicionado, mas tanto Joni Fonseca como Filipe Martins podem ainda aspirar ao lugar.

SSV com muito por definir

É, todavia, nos SSV que mais lugares há em disputa até porque ao CNTT se juntam os três troféus monomarca.

Marco Silva, Pedro Santinho Mendes e Pedro Carvalho, todos em CanAm Maverick X3, e ainda Mário Franco, em Yamaha YXZ 1000 R Turbo, estão apenas separados por 7 pontos na luta pelo título de vice-campeão nacional. Como é bem possível imaginar a competição vai estar ao rubro.

Os três pilotos CanAm disputam ainda idêntica posição no respetivo Troféu monomarca e na Classe SSV T1 enquanto entre os SSV T2 o mesmo título de vice-campeão será disputado entre Arnaldo Monteiro, António Carvalho e André Rodrigues.

O regressado Nuno Fontes lidera, entretanto, as Classes Veteranos e Promoção onde terá como oponentes Paulo Delgado e Pedro Grancha nos Veteranos e Francisco Guedes na Promoção.

No Troféu Polaris RZR Sérgio Bandeira sagrou-se antecipadamente campeão entre os pilotos que dispõem dos Polaris RZR Turbo. Nos Não Turbo Alexandre Silva ocupa a liderança, mas há mais três pilotos que podem aspirar ao título: Paulo Fernandes, Alexandre Freitas e David Gomes.

Na Taça Yamaha YXZ 1000R a classe Open já consagrou Mário Franco como campeão 2018, mas na classe Stock tudo está em aberto com a disputa pelo título a ser protagonizada por Vasco Melo e José Manescas.

214 quilómetros ao cronómetro

O Raide Paraíso TT realiza-se nos próximos dias 24 e 25 de novembro nos concelhos de Arganil e de Góis, arrancando desportivamente no sábado com a realização do prólogo que terá cerca de 12,8 Km. Já no domingo os participantes terão pela frente um único setor seletivo de 67 Km, percorrido por 3 vezes. A totalidade dos sectores seletivos é de cerca de 213,8 Km.

Press Info

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.