WRC – Ott Tänak vai para o último dia na liderança do Rali de Portugal

Para o segundo dia a sério de mais uma edição do Rali de Portugal, os pilotos tinham pela frente seis etapas onde o pó e as elevadas temperaturas iam ser o principal obstáculo. Na “Pole” desde do dia de ontem estavam Ott Tänak com o Toyota a contar para o WRC e Armindo Araújo com o Hyundai a contar para o CPR.

Logo a começar o dia Kris Meeke com o Toyota era o mais rápido na SS8 superando Jari Matti-Latvala por 3s e Sébastien Ogier por 4,6s. Já Tänak começava mal o dia com problemas nos travões. Já a Hyundai começava a usar as táticas de equipa, e Sordo era atrasado de propósito para ajudar Neuville na luta com Ogier.

Depois de fazer de mecânico Ott Tänak arranjou os travões e era o segundo mais rápido na SS9, atrás de Latvala com mais 0,3s. Já Meeke garantia o terceiro melhor tempo. Tänak respirava de alívio e continuava assim na liderança do rali. Já Esapekka Lappi era obrigado a abrandar durante uns segundos pois o seu C3 WRC estava a fazer tanto pó que o piloto já não sabia aonde estava.

Passando para a SS10 os Toyota continuavam muito fortes e Latvala voltava a ganhar a especial com uma vantagem de 4,2s sobre Thierry Neuville e de 5,8s sobre Tänak. Por esta altura, o VW Polo R5 de Ole Veiby que liderava a classe WRC2 ardia. Ontem foi o de Pedro Meireles como já aqui tínhamos falado, hoje o de Veiby. A VW tem mesmo que ver o que se passa com os seus R5. Já são quatro este ano que ardem.

Na SS11 Tänak vencia com uma margem de 1s para Kris Meeke. Já Neuville vinha a recuperar e fazia o terceiro tempo seguido de perto por Ogier. Suninen era o melhor Ford na altura com o sexto lugar na etapa mas no sétimo lugar à geral.

Já na SS12 o bom rali que Latvala vinha a fazer foi por água abaixo. Um amortecedor partido fez o piloto do Toyota perder muito tempo e também perder o segundo lugar à geral. Assim Neuville com a vitória na etapa e com o atraso de Latvala, subia ao terceiro lugar do pódio.

A SS13 começava com o abandono de Jari Matti-Latvala em Toyota. O piloto vinha a fazer um bom rali, seguia no segundo lugar à geral mas uma pedra partiu a suspensão do Yaris WRC. Também Gus Greensmith abandonava depois de enfiar o Fiesta WRC da M-Sport num buraco. Também Ott Tänak fazia um pião e perdia algum tempo, mas mesmo com a suspensão da frente partida conseguia chegar ao fim e evitar o abandono.

Neuville ganhava a última etapa do dia, com Meeke a ser segundo e Ogier a ser terceiro. Assim Ott Tänak em Toyota vai para o último dia do Rali de Portugal na liderança com uma vantagem de 4,3s sobre Kris Meeke e 9,2s sobre Thierry Neuville. Sébastien Ogier é quarto a 21s de Tänak.

E7CF2274-DFA0-4972-8619-E34E7E11E638

Resultados: ewrc-results.com

📸 @World/ A.Lavadinho / A.Vialatte / G.Makai / C.Lopez / R.Oliveira / G.Dias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.