WRC – Ott Tänak vence Rali de Portugal

O último dia do Rali de Portugal começou com Ott Tänak na liderança da prova, seguido de Kris Meeke e de Thierry Neuville. Tinha sido um sábado muito bom para a Toyota, sempre com muito ritmo e vitórias nas especiais.

E o domingo começava bem para a Toyota. Kris Meeke ganhava a SS16 seguido de Tänak a 1,9s e Neuville a 2,2s.

Logo a seguir os papéis invertiam-se na SS17, era Tänak que ganhava a etapa, seguido de Meeke e com Neuville logo atrás a ver o que podia fazer mais, para pelo o menos subir um degrau no pódio final.

Na SS18 Ott Tänak e Kris Meeke voltavam a por os dois Yaris WRC nos dois primeiros lugares dos mais rápidos. Já Esapekka Lappi depois de um pequeno capotanço e de um toque no C3 WRC era forçado a abandonar.

O fim do rali aproximava-se e Kris Meeke começava a caminhar para o abandono. Depois de ter feito um rali muito bom, sempre com bom andamento e estar no segundo lugar à geral, na SS19 um pião levou o piloto da Toyota a descer ao terceiro lugar da geral e o pior ainda estava para vir.

A etapa era ganha por Neuville com Ogier e Tänak atrás de si. O piloto da Hyundai subia assim ao segundo lugar da geral depois de um mau início de rali.

Na Power Stage final com o famoso salto de Fafe a dar por terminado mais uma edição do Rali de Portugal, as coisas não correram bem a alguns pilotos. Primeiro Gus Greensmith com o Fiesta da M-Sport aterrou mal depois do salto, foi à valeta e ficou por ali. Não terminava a prova por cerca de 50 metros. Logo a seguir Sébastien Loeb dava um toque e rebentava a suspensão traseira do lado esquerdo. Mesmo assim conseguiu arrastar-se até à meta.

Já Kris Meeke viu o seu bom rali e o terceiro lugar à geral por um canudo. Depois de arrancar para a Power Stage, Meeke cortou uma curva cedo demais, bateu numa enorme pedra que estava na berma e o Yaris WRC ficava arrumado logo ali. Meeke era assim obrigado a abandonar a poucos quilómetros do fim.

Assim Sébastien Ogier vencia a Power Stage e levava os cinco pontos extra, seguido de Thierry Neuville e de Ott Tänak. Por isso a vitória final no Rali de Portugal foi para Ott Tänak em Toyota, com Thierry Neuville em Hyundai a ficar em segundo e Sébastien Ogier em Citroën a ficar em terceiro, com uma ajuda de Meeke ao ter ficado pelo o caminho.

Teemu Suninen foi o melhor Ford ao ficar no quarto lugar à geral seguido de Elfyn Evans com o outro Fiesta WRC em quinto. Os problemas de travões de Suninen e os elétricos de Evans atrasaram muito a dupla da M-Sport.

Assim Sébastien Ogier sai de Portugal líder do campeonato com 142 pontos, seguido de Ott Tänak com 140 pontos e de Thierry Neuville com 132 pontos. A Hyundai é líder nos construtores com 202 pontos, seguido da Toyota com 182 pontos e da Citroën com 158 pontos.

A próxima ronda do campeonato mundial de ralis é o Rali da Sardenha em Itália de 13 a 16 de junho.

E34DB28C-02DB-432B-977F-A789E9B3AEA4

Resultados: ewrc-results.com

📸 @World/ A.Lavadinho / A.Vialatte / G.Makai / C.Lopez / R.Oliveira / G.Dias

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.