Open/TCR Ibérico Vila Real – Francisco Mora duas vezes na “pole”

Francisco Mora, com o Cupra TCR, conquistou, esta sexta-feira, em Vila Real, a “pole position” para as duas corridas da segunda ronda do TCR Ibérico, agendadas para sábado e domingo, na pista da cidade de Trás-Os-Montes. “Gostaria de ter feito um tempo um pouco abaixo, entrando no segundo 2, mas a verdade é que a pista não evoluiu, a nível de aderência, mas acaba por ser um bom resultado, até porque os meus adversários não melhoraram. Portanto, estou contente e amanhã tentarei vencer a primeira corrida e no domingo a segunda. Será importante arrancar bem e não cometer erros nas primeiras voltas”, palavras de Mora, o piloto portuense que chegou a esta jornada de Vila Real como líder destacado do TCR Ibérico, na sequência de duas vitórias na jornada de abertura, no Estoril.

O principal opositor de Mora foi o estónio Robin Vaks, que levou o Honda Civic Type R da ALM Honda Racing à conquista do segundo melhor tempo em ambas as qualificações. “Sinto-me mais ou menos contente e estive à beira de conseguir um tempo bastante melhor na segunda qualificação, mas cometi um erro. Tentarei melhorar a afinação do carro, pois não me sinto 100 por cento confiante. Acredito que poderei fazer uma boa corrida”, confessou Vaks, que não esperaria relegar o piloto local Edgar Florindo para o terceiro lugar da grelha de partida nas duas corridas. O português não escondia o seu desalento, especialmente depois de ter averbado o melhor tempo nos treinos livres. “A verdade é que não consegui fazer uma volta limpa, tanto na primeira como na segunda qualificação. Havia um trânsito incrível e os adversários ou às vezes não me viam ou não respeitavam as bandeiras azuis mostradas pelos fiscais de pista. Ainda agora, na última qualificação, estava a fazer uma volta muito rápida, mas fui travado por outro piloto e até ainda lhe toquei ligeiramente…”, disse Florindo.

O piloto mais jovem do plantel do TCR Ibérico, o estónio Mattias Vahtel, de 16 anos, foi quarto, o que o deixou parcialmente satisfeito: “Podia ter feito melhor, mas também não me posso queixar em demasia, para quem corre aqui pela primeira vez. Adorei a pista e parto para a primeira corrida com olhos num lugar do pódio”. Gustavo Moura (Audi S3 LMS) não conseguiu melhor do que o quinto lugar e se a primeira qualificação lhe decorreu sem sobressaltos, na segunda um problema elétrico esteve na origem de sucessivas falhas do motor. Por fim, a dupla Daniel Teixeira/Joaquim Santos teve sortes diferentes, já se o primeiro na qualificação 1 cumpriu os objetivos, na qualificação 2 o seu colega foi “tocado” por um adversário que deixou marcas no Seat Leon.

Qualificação 1
1º, Francisco Mora (Cupra TCR) 2m03,857s
2º, Robin Vaks (Honda Civic Type R) 2.04,990
3º, Edgar Florindo (Cupra TCR) 2.05,061
4º, Mattias Vahtel (Honda Civic Type R) 2.06,161
5º, Gustavo Moura (Audi S3 LMS) 2.06,919
6º, Daniel Teixeira (Seat Leon) 2.07,231

Qualificação 2
1º, Francisco Mora (Cupra TCR) 2.03,317
2º, Robin Vaks (Honda Civic Type R) 2.04,847
3º, Edgar Florindo (Cupra TCR) 2.05,186
4º, Mattias Vahtel (Honda Civic Type R) 2.07,898
5º, Gustavo Moura (Audi S3 LMS) 2.07,907
6º, Joaquim Santos (Seat Leon) 2.27,444

Press Info

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.