Estrada – O Renault Captur está a chegar, melhor do que nunca

Com milhões de vendas por essa Europa fora, e com a chegada da nova geração do Clio, a Renault decidiu que estava também na hora de renovar o seu Captur. Assente na mesma plataforma que o novo Clio, o Captur partilha os mesmos “ares” em termos de imagem e design, sendo que aqui no crossover há linhas mais musculadas que no modelo mais pequeno.

Com esta nova base as medidas alargaram. O Captur cresceu mais 11 cm em comprimento (4,23 m), 1,9 cm em largura (1,79 m) e 2 cm entre eixos (2,63 m). Assim por dentro há mais espaço para todos os ocupantes e respectiva bagagem. O banco de trás é agora ajustável e desliza, podendo aumentar a mala ou dar mais espaço para as pernas. A bagageira cresceu 81l passando a ter agora 536l de capacidade. Já o peso manteve-se igual, com a Renault a apostar no alumínio e no plástico para conter os quilos na balança.

Quando passamos para o interior, guess what! é como se estivéssemos no habitáculo do novo Clio. Tudo igual sem tirar nem pôr. O grande destaque vai para o painel de instrumentos 100% digital de série com um tamanho de 7″ ou de 10″ em opção, e para o sistema de multimédia em posição central, ligeiramente virado para o condutor com 9,3″ de tamanho.

A nível de motores, o novo Renault Captur utiliza alguns blocos do Clio. No lado dos motores diesel temos apenas uma escolha mas com dois níveis de potência. O 1.5 dCi pode ser escolhido com 95 cv e 240 Nm ou com 115 cv e 260 Nm. De série trazem uma caixa manual de 6 velocidades, com a versão de 115 cv a poder contar, em opção, com uma caixa automática de 7 velocidades.

Nos blocos a gasolina vai estar disponível o 3 cil. 1.0 TCe com 100 cv e 160 Nm, que funciona também a GPL, associado a uma caixa manual de 5 velocidades. Depois vai haver também o 1.3 TCe com 130 cv e 240 Nm ou 155 cv e 270 Nm. A versão de 130 cv vem de série com uma caixa manual de 6 velocidades ou em opção com uma caixa automática de 7 velocidades. Já a versão de 155 cv vem só com caixa automática.

A data de lançamento ainda não foi revelada mas ao que tudo indica deverá ser depois de setembro, depois da chegada do novo Clio ao mercado. Sendo assim lá para o primeiro trimestre do próximo ano chegará a versão híbrida plug-in, juntando um motor 1.6 a gasolina com dois motores elétricos e ainda umas baterias de 9,8 kWh.

Assim a Renault afirma que o Captur é capaz de percorrer 65 km em cidade ou 45 km a uma velocidade de 135 km/h em modo 100% elétrico.

📸 NetCarShow.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.