Estrada – Land Rover Defender: melhor assim ou mudou demasiado?!

Não vos vou estar a mentir, a minha reação ao ver as primeiras imagens do novo Land Rover Defender não foi a melhor! Eu a reagir a quente: “O quê!! Isto é o novo Defender?! Estou furioso! Agarrem-me que eu vou-me a eles! Mas que porra é esta! Não gosto nada do design desta nova geração. Ninguém me paga para fazer isto, por isso posso dizer o que me vai na alma. Que coisa mais esquisita do caraças. Mataram o Defender! Deviam ter vergonha!”

Eu passado uns dias de meditação: “A versão 110 é feia como tudo. Sempre que olho para as fotos, faz-me lembrar tudo menos um Defender. Aliás lembra-me é mais o Freelander do que outra coisa. Já a versão 90 bem … se estivesse assim num dia de maluquice, talvez, meio tocado, não digo, que talvez não comprasse! Mas só a versão 90. Com uns extras à maneira e tal, a coisa era capaz de se compor.”

Acredito que não tenha sido só eu a reagir assim. Pelos os comentários na net, haverá milhares senão milhões como eu. Eu sei que temos que evoluir, não podemos estagnar no tempo, e que modificar um carro que teve 67 anos em produção não é fácil, mas custava muito terem feito mais ou menos o que a Mercedes-Benz fez com o Classe G ou o que a Suzuki fez com o Jimny?!

Não precisavam de ir tão longe. É que da geração passada apenas ficou o nome, tornando o novo Defender em mais um SUV do mercado e perdendo aquela mística e a herança de família. Eu que gostava tanto do Defender, por ser um puro e duro, sinto esta nova geração com algum desdém, e para mim é apenas mais “um” do segmento. Não sei se partilham da mesma opinião, digam nos comentários o que acham disto tudo.

Bem deixando as opiniões pessoais para trás e focando nesta nova geração, o novo Land Rover Defender surge na mesma em versão curta (90) e em versão longa (110). O seu design é agora mais redondo e segue o padrão da atualidade neste tipo de veículos. Olhando de alguns ângulos, parece talvez demasiado concept-car, especialmente a versão 110. A única coisa mais retro que ficou foi a porta da mala de abertura lateral com o pneu suplente. Além do seu design causar controvérsia, o seu chassis também mudou radicalmente.

Foi-se embora o chassis de longarinas e travessas, para adoptar uma suspensão muito mais moderna, uma suspensão totalmente independente, com molas helicoidais (duplos triângulos à frente e Integral Link atrás) ou pneumáticas em opção. Os responsáveis da marca garantem que o Defender continua a ser um bravo no fora de estrada e agora muito melhor dentro dela, mas tenho sérias dúvidas que consiga ser no todo-o-terreno, o que a geração passada era. Veremos!

Com a opcional suspensão pneumática instalada, a versão curta conta com um ângulo de ataque de 38°, um ângulo ventral de 31° e um ângulo de saída de 40°. Este Defender permite também uma profundidade de passagem em vau entre os 850 e os 900 mm. Já a versão 110 conta nas mesmas condições com ângulos de 38°, 28° e 40°. Este Defender é capaz ainda de rebocar 3.500 kg, além de conseguir também levar 300 kg de carga no tejadilho e 900 kg na bagageira.

A nível de caixa de velocidades e coisas do género, contamos para ambas as versões e para todos os motores, com uma caixa automática ZF de 8 velocidades (não há caixa manual), uma tração integral com caixa de transferência de duas velocidades e um diferencial central. Em opção podemos ainda ter um diferencial traseiro ativo.

Além disto tudo temos ainda o sistema Terrain Response 2, com mil e um modos e configurações para todos os tipos de superfícies, e até há tecnologia que seca os discos dos travões depois de passarmos por dentro de água.

Quando se abre a porta e se entra, meus amigos as diferenças são abismais. O Defender passou a ser o mais tecnológico e avançado modelo de toda a Land Rover (nem tudo é mau neste novo modelo, eu também sei reconhecer isso!). Um interior simples, com alguns botões à mistura, além de um painel de instrumentos digital e de outro ecrã tátil para o sistema multimédia. Esse sistema é a versão 2.0 do atual usado pela marca, com tecnologia 5G e capaz de receber atualizações de software de forma automática através da internet.

O chão é de borracha e pode ser lavado à mangueira e em opção podemos ter um teto em tecido. A nível de espaço na versão 90 podemos escolher um banco com três assentos para a frente e assim levar seis pessoas de uma vez. Já na versão 110 podemos levar cinco, seis ou cinco à frente e mais dois em bancos na mala. A capacidade da bagageira quando cheia com bancos rebatidos é de 1.075l ou então só de 646l.

Quanto aos motores vamos ter dois blocos a diesel e dois a gasolina. Nos diesel são ambos de 2.0l de cilindrada, com 4 cilindros e potências de 200 (D200) e 240 cv (D240). Já a gasolina há o 2.0l com 4 cilindros e 300 cv (P300) e ainda o 3.0l seis cilindros em linha com sistema mild-hybrid capaz de debitar 400 cv de potência (P400). No próximo ano haverá uma versão híbrida plug-in.

Como estamos no séc. XXI e a personalização é um item obrigatório em todos os novos carros, a Land Rover tem opções para todos os gostos. A nível de equipamento o Defender vai estar dividido nos níveis: Defender, S, SE, HSE e Defender X. Depois há ainda vários pacotes especiais que transformam o Defender em veículos exclusivos (Explorer, Adventure, Country e Urban). 

Passando aos preços, meus caros amigos, este Defender já não é para “lavrar terra”. A versão base do Defender 90 começa nos 80.500€ e no Defender 110 começa nos 87.344€. No início de lançamento apenas está disponível a versão 110 com os blocos D240 e P400, e só passado seis meses é que a versão 90 fica disponível, além dos outros motores. Lá mais para o meio do próximo ano, haverá versões comerciais desta nova geração do Land Rover Defender.

📸 NetCarShow.com

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.